Soneto da exposição

De surpresa em surpresa! Na visita à exposição do artista Nelson Ferreira no mosteiro da Batalha, fomos acompanhados pelo casal Amadeu e Maria Vitória Afonso. E não é que, ao enviar-lhe o meu texto, a Vitória respondeu com mais um soneto a abrilhantar esta visita à exposição?! Partilhamos gostosamente esta “Partilha” com todos vós, pelo …

Donos do Mundo

Um grito profundo contra a irracionalidade das guerras. Obrigado, São Tomé! AHDentro de mim coabitam em dualidadeO silêncio explodindo num trovão,A catapultar a voz da minha razãoAos vastos campos da irracionalidade.Que caminho percorre a humanidadePelo frágil planeta, quase moribundo.Porque não se chega à consensualidadeDe que ninguém é dono do mundo?O logro existe no silêncio dos …

Boas Festas de Natal

A todos os amigos que passam por aqui deixo um abraço de felicitações e votos de um Natal cheio de esperança, amor e paz na família e no mundo. E ainda podemos ler o poema lindo da São Tomé.  

Soneto

Meu  Chão Quando será que volto ao Alentejo Que se tornou um fruto proibido? Mui ardentemente esse bem almejo Arrependida de lá ter saído. Ali tudo é esplendor e tenho ensejo De assim domar as dores do  vivido Sabem melhor os sonhos, eu o vejo Disfrutando as delícias do sentido. Longe de ti, saudosa caminhei …

Solidão – poema

As flores amenizam o nosso isolamento  e incerteza. Obrigado, Vitória! AH Vim ao pátio ver minhas violetas Roxa a sua cor, sóbria tristeza. Dizem as outras flores que sois pretas, Sois iguais à minha obsoleta incerteza. Poisam em vós bonitas borboletas, Voos encantam pela sua leveza. Pois vós, minhas flores prediletas, Amenizam minha dor pela …

Acróstico dedicado

Maria  Irene  Veiga   Mostrando os seus dotes de escritora Alerta para  a riqueza semântica Redigindo  textos com orgulho de  autora Impregnados de beleza romântica A Irene  é nesta  turma sedutora   Investe em seus textos com leveza Ratificando de sua prosa, a beleza Então cativando os ouvintes  da   turma Não nostálgicos  mas  atentos  e …