As palavras também morrem

Palavras já velhinhas

Por acaso, sabem o que significam palavras como:
Marchante, açougue, abuiz, aventar, farpela?

Algumas ainda eram usadas durante a minha meninice. Mais tarde, o meu pai disse-me que não usasse a palavra "aventar", pois os lisboetas gozariam comigo. E deixei de a usar.

Outras estão mesmo a desaparecer, como o caso que encontrei neste Carnaval na cidade de Lagos.

Casa de Pasto é uma denominação muito comum até o final do século XIX, em Portugal e no Brasil, referente aos estabelecimentos que serviam almoços e jantares.

O termo - pasto - é arcaísmo da língua portuguesa, derivado do latim pastus, que se referia a qualquer tipo de alimento.

A casa de pasto é uma mistura entre uma taberna e um restaurante de petiscos. Serviam também refeições ligeiras ao longo do dia, acompanhadas de vinho ou cerveja.

Com a influência francesa em ambos os países, a denominação de restaurante (restaurer = restaurar - restaurant = restaurador) passou a substituir aquele antigo termo.

Outros termos equivalentes ou correlatos: baiúca, biboca, bodega, locanda, tasca, tasco.

Da Wikipédia

2 comentários em “As palavras também morrem”

  1. Desde pequena ouvi os meus avós usarem a palavra (abuiz) o significado que lhe atribuíam era de (alvoroço, desassossego…) Acho eu.
    Gostava de saber se está certo.’
    Obrigada

    1. Maria José, quando eu era criança, era com uma abuiz que conseguia caçar melros e gaios. Trata-se de uma armadilha com um laço e quando o pássaro vai comer o grão de milho, destrava-se o laço e a ave fica presa pelo pescoço.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.