MENSAGEM DE NATAL

Nasce mais uma vez

Nasce mais uma vez,
Menino Deus!
Não faltes, que me faltas
Neste inverno gelado.
Nasce nu e sagrado
No meu poema,
Se não tens um presépio
Mais agasalhado.
Nasce e fica comigo
Secretamente,
Até que eu, infiel, te denuncie
Aos Herodes do mundo.
Até que eu, incapaz
De me calar,
Devasse os versos e destrua a paz
Que agora sinto, só de te sonhar.

Miguel Torga, in ‘Diários’ 

Conteúdo do poema:
O desejo da vinda do Menino (“não faltes, que me faltas”), pedindo “nasce e fica comigo”, mas, ao mesmo tempo, a verdade da denúncia, a nossa ingratidão, capaz de “devassar versos e destruir a paz”, que era a grande mensagem do presépio.

Como Miguel Torga neste poema, deixamos aqui uma mensagem a desejar a Paz, com o convite a todos para sermos criadores de Paz.  – 21/12/2016

Imagens em materiais recicláveis que tem acompanhado a Casa do Educador e                                 que foi construído por alguns associados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.