Falando de leitura

Não queres escrever? Então escrevo eu as respostas que deres às minhas perguntas… Ora aqui está o que fizeram a Vitória e o Amadeu, ela mais propensa a usar a caneta e ele a gostar mais da oralidade! Tudo bem. Sai agora uma entrevista. AH

 

– Em que idade aconteceu a tua relação com a leitura?

– Iniciei essa relação aí pelos 14 anos, com livros tipo banda desenhada. 

2 – Que livros te marcaram mais? 

– Marcaram-me mais os livros do P. António Vieira, Eça de Queiroz, Camilo Castelo Branco, os clássicos e, finalmente, José Saramago. Gostei sobretudo do P. António Vieira e de José Saramago pelo seu objetivo de pretenderem influenciar o mundo através dos seus valores. 

3 – As tuas vivências da ruralidade completaram-se com a leitura?

– De certo modo, sim. Vim para a zona da grande Lisboa com 11 anos, com um espírito de salutar provincianismo e aqui me dediquei à leitura. Aqui fui assimilando a necessidade de cultura através da leitura.

4 – Queres dizer que a leitura valorizou-te!

– Acho que sim e não só. Cada vez fiquei com mais vontade de me valorizar, tanto mais que completei o 5.º ano dos liceus na Guiné, durante o serviço militar.

5 – Agora a última pergunta: posso entregar esta pequena entrevista ao professor?

– Se isso é uma maneira de  colaborar no blogue, sim. Quanto mais não seja para ir participando ativamente nas aulas ligadas ao português.

 

Entrevista de Maria Vitória Afonso ao seu marido, Amadeu Afonso.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.